quarta-feira, 2 de junho de 2010

Excesso de histamina pode estar na origem das enxaquecas

No estudo realizado relatou-se em défice da enzima diaminoxidase, que metaboliza a molécula

Um défice elevado da enzima diaminoxidase (DAO), cuja função é metabolizar a histamina, pode ser a causa da enxaqueca. Este é o resultado de um estudo dirigido por Carmen Vidal, catedrática de Nutrição e Bromatologia (Universidade de Barcelona) em colaboração com Associação Espanhola de Doentes com Cefaleia, a Fundación Migraña e o Laboratório DR Healthcare.

Estima-se que 10 por cento da população sofra de enxaquecas, doença sobre a qual ainda pouco se sabe e que tem um tratamento difícil.


Na investigação agora realizada participaram 160 pessoas, divididas entre as que sofrem desta doença e as que não sofrem. Os resultados dizem que 96 por cento das que sofrem da doença têm níveis abaixo do normal da enzima diaminoxidase.

Este facto sugere que o excesso de histamina (molécula relacionada com os processos alérgicos e o sistema imunitário) pode ser uma das causas da doença.

Com este estudo pode começar a desenvolver-se medicamentos que compensem o défice da enzima e ajudem a degradar ou neutralizar a histamina. Outra solução, que muitas pessoas que sofrem da doença já conhecem, é controlar a dieta.

A histamina e o seu precursor – o aminoácido histidina – produzem-se no organismo mas também entram nele através dos alimentos. Peixe, queijo, vinho e enchidos têm uma grande concentração.

1 comentário:

Fekmania disse...

Gostei muito do site irei freqüentá-lo mais vezes. Sofri muitos anos de enxaqueca, hoje estou livre já vai fazer uns 2 anos, não é propaganda não mas uma dica que eu dou é o site http://cefaleias.com.br/enxaqueca , tem muita informações sobre enxaqueca, ansiedade, depressão, dor de cabeça, e cefaléia em salvas. Dicas sobre tratamento, http://cefaleias.com.br/blog/tratamento-da-enxaqueca etc. Espero que gostem da dica e que eu tenha ajudado.