segunda-feira, 8 de março de 2010

Obesos e diabéticos têm 7 vezes mais chances de morrer de gripe suína

Portadores de obesidade, diabetes e colesterol elevado têm 7,58 vezes mais chances de morrer se contraírem a gripe suína do que pessoas que não apresentam estes problemas.
A constatação faz parte de estudo realizado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de São Paulo no Brasil. O levantamento, divulgado, analisou 10.249 casos da doença notificados pelos municípios paulistas, até 7 de dezembro de 2009.
O estudo pode ajudar na definição dos grupos prioritários que serão vacinados na campanha nacional de imunização contra gripe suína. Já entre os portadores de câncer e HIV as chances de óbito por gripe A (H1N1) são 4,17 maiores.
O risco de portadores de doença renal crônica morrerem após contraírem o novo vírus é 3,72 vezes maior, segundo o estudo, com 19,4% de mortes entre 98 casos com a doença. As chances de óbito são 3,40 vezes mais altas entre os cardiopatas crônicos e 1,94 vezes entre os tabagistas.
Entre as mulheres grávidas, o risco de morte para aquelas que estão no segundo ou terceiro trimestre de gestação é 4,3 vezes maior do que para aquelas no primeiro trimestre, segundo o estudo da Secretaria.

Sem comentários: